All posts by webmaster

Detran de São Paulo divulga calendário de impostos veiculares de 2020

Quem reside em São Paulo e quer começar o ano com o pé direito, já deve estar buscando informações oficiais sobre os impostos obrigatórios. E a boa notícia é que o Detran do estado já divulgou o calendário dos impostos veiculares para 2020 para que você possa começar a se organizar!

O que é o calendário do Detran?

Como você já deve saber, o Detran é um órgão estadual responsável pelo trânsito de forma completa, isto é, desde a própria cobrança de impostos até a aplicação de leis e multas.

Todos os anos, o Detran de cada estado conta com a arrecadação dos impostos veiculares, que são distribuídos de forma diferente em todo país. Essa diferença diz respeito tanto ao próprio valor de cobrança quanto ao prazo máximo de pagamento dos valores em questão.

Por isso, o Detran de cada estado fica responsável por divulgar um calendário oficial de contribuição desses impostos, para que assim, todos os cidadãos possam se organizar e cumprir com os impostos dentro do prazo. A boa notícia para quem mora em São Paulo, é que o DETRAN SP já divulgou as datas para esse ano e você já pode conferir!

Quais os impostos veiculares?

Mas afinal, o que são esses impostos veiculares? Estamos falando de alguns valores aplicados anualmente para quem possui um veículo no país.

Um dos impostos mais importantes e mais caros que estarão sendo cobrados a você que reside no estado de São Paulo, é o IPVA SP 2020.

E vale lembrar que não cumprir com o percentual obrigatório pode acabar gerando problemas para o motorista, desde a aplicação de juros até ao reboque do veículo.

Um outro valor bem importante é o Licenciamento do veículo. E apesar dessa taxa ser mais leve que a do IPVA, vale lembrar que ela é a responsável por garantir a circulação legal do veículo.

Onde encontro o calendário?

Para conferir as datas de início e fim de cada uma dessas cobranças é necessário acessar o site oficial do Detran SP: detran.sp.gov.br.

Cada estado possui um órgão responsável pela divulgação de datas e arrecadação dos impostos veiculares e por isso, as datas podem ser diferentes de um estado para outro.

Como mencionado, o não cumprimento desses impostos dentro do prazo estabelecido pelo Detran pode levar a aplicação de juros, assim como à cobrança de multas. O cidadão deve acessar o site e estar atento às datas o quanto antes para garantir o pagamento dentro do prazo!

Conheça as 5 cidades mais caras para viver no Brasil

Com a grande urbanização e avanços que as metrópoles vêm fazendo em torno do país, é esperado que o custo de vida fique mais caro em mais cidades brasileiras devido ao aumento da demanda para custos básicos como moradia e alimentação. Devido a isso as 5 cidades mais caras para viver no Brasil atualmente são algumas das mais bem desenvolvidas no país.

As 5 cidades mais caras para viver no Brasil

Como todos sabem, todo ano existe o aumento do salário mínimo em todos os estados do país. Com isso, o cidadão trabalhador consegue um maior poder de aquisição.

Desse modo, é de se esperar que as principais cidades brasileiras, possuam custos de vida totalmente elevados. Assim, para morar em algumas cidades é necessário que os seus habitantes ganham acima do piso salarial para poderem se manter de forma mais digna possível.

Assim, confira logo abaixo as 5 cidades mais caras para viver no Brasil:

  • Rio de Janeiro

Mesmo sendo uma das cidades mais perigosas e todo o Brasil, o Rio de Janeiro é um dos pontos turísticos mais famosos do mundo em contraparte de sua violência.

Assim, o custo de vida para viver no Rio é bastante alto, o que lhe classifica como uma das 5 cidades mais caras para viver no Brasil, custando aproximadamente 120 reais ao dia.

  • Brasília

Brasília além de ser a capital do nosso país, também é onde a grande maioria dos políticos do país vivem, deste modo, a economia local é bastante alta, já que os políticos possuem grandes salários o que faz com que tudo em volta tenha uma maior inflação.

Desse modo, o custo de vida está classificado em torno dos R$ 110 diários.

  • Campinas

Sendo uma metrópole do estado paulista, esta cidade também se configura como ponto de grande atração de indústrias, o que faz que seu preço diário seja elevado assim como a capital.

Desse modo, o custo de vida está avaliado em: R$ 90

  • São Paulo

Está é sem dúvidas a maior de todas as metrópoles brasileiras. São Paulo é o foco da produção industrial de todo o país, o que faz com que o seu custo de vida seja bastante elevado. Sem contar é claro com os altos impostos como o IPVA 2020 SP.

Atualmente o custo diário chega a ser de R$ 90

  • Belo Horizonte

Sendo esta uma das mais bonitas e seguras cidades brasileiras, é de se esperar que o custo de vida médio seja bastante elevado. Assim, sendo necessários ter bastante dinheiro para morar na cidade.

Custo médio diário: R$ 85  

Veja como efetuar o licenciamento da sua moto

Todo ano, os motoristas que conduzem qualquer tipo de veículo, precisam efetuar o licenciamento do mesmo. Ou seja, as motocicletas também estão inclusas nesta regra e por isso, os motociclistas precisam estar bem atentos ao processo de realização do licenciamento. Ainda não sabe como proceder? Então confira as informações a seguir e descubra:

O licenciamento é um dos documentos mais importantes para o proprietário de veículo, pois é ele que garante que o mesmo está apto para circular nas ruas e avenidas.

Também chamado de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), o licenciamento representa a identidade do veículo e deve estar sempre em ordem.

Isto porque, não apresentar ou apresentar o documento vencido pode acabar rendendo consequências para o motorista, como multas de trânsito e pontos na carteira.

Muitos motoristas de primeira viagem podem estar pensando se o valor do licenciamento do veículo possui um valor variável como o IPVA.

Bem, vale a pena mencionar que a taxa é única, e isto quer dizer que quem vai pagar o CRLV da primeira versão da Honda Bros estará cumprindo o meso valor de quem vai pagar pelo documento da Honda Bros 2020.

O ideal é estar atento ao incio do licenciamento para garantir que os seus documentos estejam em dia e evitar dores de cabeça. Por isso, preparamos o passo a passo para você, motociclista, atualizar o seu licenciamento.

Antes de verificar o passo a passo, é interessante saber que o licenciamento precisa ser realizado para todos os veículos, mesmo os que acabaram de sair da concessionário, como é o caso de quem estará comprando a nova Honda PCX 2020.

Confira abaixo o que é necessário para emitir o documento:

Passo 1 

O primeiro passo é cumprir com  o licenciamento, que geralmente vem após a cobrança do IPVA. O proprietário pode realizar o pagamento do CRLV em qualquer agência bancária ou casa lotérica. O contribuinte pode realizar igualmente o pagamento pela internet de forma simples e prática.

Passo 2

Depois que o pagamento for efetuado, o órgão responsável tem um determinado período para processar o valor. Após esse período, o proprietário pode realizar a retirada do documento em uma unidade do Detran. O proprietário pode pedir que um procurador legal ou parente próximo faça a retirada da CRLV.

Você também pode optar por receber o seu documento em casa, mas a opção só fica disponível para alguns estados. O proprietário deve pagar uma taxa de R$11 para o recurso.

No governo Dória, ETEC volta a oferecer curso de Manutenção de Aeronaves

A oferta de cursos das ETEC, instituições de ensino técnico, podem estar sempre variando devido a diversos fatores diferentes. Há algum tempo, o curso de Manutenção de Aeronaves havia sido extinto do programa, o que incomodou um percentual dos estudantes. Este ano, o Governador de São Paulo, João Dória pretende trazer o curso de volta para as instituições e para saber mais sobre a notícia, confira as informações abaixo:

A ETEC’s são Escolas Técnicas Estaduais do estado de São Paulo e possuem unidades espalhadas por toda a região, com a proposta de popularizar o ensino técnico de qualidade. Todos os anos, os estudantes se preparam para concorrer a uma vaga na instituição através do vestibulinho ETEC 2020o processo seletivo oficial dessas escolas.

As vagas disponíveis são concorridas e por isso, os estudantes do ensino médio precisam se preparar para garantir o seu lugar na instituição. Existe uma grande variedade de cursos disponíveis e os que mais possuem vagas são aqueles que estão sendo requisitados no mercado de trabalho.

E para quem está atendo ao calendário ETECé interessante enfatizar que as propostas de curso podem estar diferentes do último ano. Isso pode ser comprovado pelas recentes mudanças no Governo. E foi justamente essa mudança que proporcionou o retorno do curso de Manutenção de Aeronaves para as unidades das Escolas Estaduais de São Paulo.

De acordo com o Governo de Dória, ainda serão necessária algumas adaptações para que esse curso volte a acontecer com objetividade e qualidade de ensino. Essas adaptações são voltadas principalmente para o prédio das escolas técnicas, uma vez que esse curso exige um espaço específico para as aulas práticas.

Quando o curso foi encerrado, cerca de 90 estudantes deixaram de aprender obre essa nova profissão e estarem aptos para o mercado de trabalho. Por isso, a proposta de reabertura do curso se tornou bastante animadora para o público que se identifica com a área.

Mas o que justificaria a reabertura do curso de Manutenção de Aeronaves pelo Governador João Dória?

Bem, como mencionado nos parágrafos anteriores, os cursos técnicos precisam estar em harmonia com o mercado de trabalho. E isso será possível muito em breve para o curso em questão, uma vez que que existe uma grande expectativa de ampliação para o aeroporto de Itanhaém.

E não somente esses projetos que estão em vigor, a Base Aérea de Santos e do Complexo Andaraguá também justificam o retorno do curso de Manutenção de Aeronaves para as ETEC’s.

Saiba porque você não deve nunca deixar de ter seguro de carro

Quem tem ou planeja ter um carro já deve ter se questionado quanto a real utilidade de ter um seguro para o veículo. Esse pode ser um gasto extra que pesa no bolsa, mas você sabia que o investimento pode evitar gastos muito maiores futuramente? Leia o texto a seguir e entenda porque é tão importante garantir o seguro do seu carro:

Ao comprar um carro, o proprietário deve ter em mente alguns gastos obrigatórios, como é o caso do IPVA RJ 2020Esse imposto é cobrado anualmente e em regiões como o Rio de Janeiro, o valor a ser pago é bem alto.

Além disso, temos outras taxas que dizem respeito a regularidade do veículo Estamos falando do CRLV, que funciona como um documento oficial do seu automóvel. Em compensação ao IPVA, o Licenciamento 2020 RJ assim como o de todos os estado do Brasil terá uma taxa fixa.

Ou seja, possuir um carro não sai barato, então por que você deveria contratar um seguro?

Bem, quem já cumpre com os impostos regularmente pode ter ouvido falar no DPVAT, Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres.

A taxa cobrada por esse seguro parte do Detran e também se trata de um valor obrigatório. O pagamento garante que o motorista e qualquer pessoa envolvida em uma situação de trânsito possam ser indenizados.

O problema é a sobrecarga desse benefício. De acordo com pesquisas de trânsito, a expectativa é que o DETRAN RJ 2020 gaste milhões com indenização por danos.

Isto faz com que o processo de solicitação do benefício seja demorado. Além disso, o seguro cobre apenas danos físicos e gastos médicos e o seu carro fica desprotegido.

Nesse caso, possuir um seguro é indispensável para você. Quem parcelou um seguro para o seu veículo e se envolveu em qualquer situação do trânsito estará assegurado e não precisará arcar com os custos totais dos danos.

Além disso, o seguro também garante benefício para o caso de existirem outros carros envolvidos, se você for o causador.  Então mais uma vez você estará poupando bastante devido ao seu investimento.

Apesar do DPVAT indenizar em casos de danos físicos, o órgão não promove assistência mecânica. Com o seguro particular, você passa a ter assistência 24h para o seu carro, promovendo segurança para você e sua família.

Como você conferiu, o seguro não é, na verdade, um gasto extra mas um investimento. Existem várias opções no mercado e você pode escolher aquela que melhor encaixa no seu bolso!

Como recorrer das multas de trânsito

Bastar ter carteira de motorista para estar sujeito a cobrança de multas. Seja por avançar um pouco o sinal ou exceder no limite de velocidade, as infrações cometidas vão acabar gerando alguma consequência para você.

Em alguns situações, o motorista pode julgar a cobrança da multa indevida ou injusta. Neste caso, o mesmo pode considerar recorrer a multa.

O trânsito é regido por muitas leis a fim de garantir o bom funcionamento do mesmo e a segurança de todos. Quando deixa de cumprir com esse regulamento, o motorista fica sujeito a cobrança de multas.

É importante mencionar que as infrações cometidas no trânsito são dividades entre: leves, médias, graves e gravíssimas. Cada uma das autuações implica pontos na carteira e multa dependendo da gravida.

Mas vale lembrar ainda que você pode ser multado não só por infringir leis de trânsito como também por estar com pendências no Detran. Um dos casos mais comuns é em relação aos motoristas que são autuados com o IPVA e o licenciamento atrasados.

Neste caso, a multa aplicada é referente ao atraso. O motorista deve solucionar a pendência no site do Detran de sua região, por exemplo quem está devendo o IPVA RJprecisa emitir o boleto no site oficial do Detran do Rio de Janeiro.

Dúvidas? Saiba de tudo em: ipva2020.pro.br

Como recorrer as multas?

Bem, agora que você já entendeu o princípio dessa cobrança, vamos saber como funciona o processo do registro da sua multa. Para que você seja realmente cobrado pela infração, é necessário que o registro de sua ocorrência passe por processo administrativo.

O motorista autuado poderá recorrer nas três etapas do processo: na notificação da ocorrência, na cobrança da multa e no processo jurídico. É válido informar que, caso você não seja notificado inicialmente, você também pode recorrer pela inadimplência.

Para requirir o processo, é necessário imprimir o protocolo para redigir a sua defesa. O seu pedido deve ser bem elaborado, seguindo as regras do Detran. É importante enfatizar informações factuais, registrando hora, local, entre outros dados.

Você pode solicitar a reavaliação da acusação enviando o protocolo pelos correios, como também pode realizar o processo pela internet, acessando a plataforma digital do Detran responsável pelo estado.

Quem prefere solucionar a pendência de forma presencial pode se dirigir até uma unidade do Detran com o protocolo preenchido para enviar a solicitação no próprio órgão.

Saiba avaliar quando vale a pena ter um carro próprio

Hoje em dia com a tecnologia a nosso favor e com as novidades de transporte chegando, como Uber, 99, entre outras, muitos se perguntam se ainda vale a pena ter um carro próprio, afinal de contas, um carro é como um família. Os gastos que envolvem possuir um veículo é alto. Se você também está vivendo este dilema hoje, veja como avaliar se ainda vale a pena ter um carro próprio ou não.

Como calcular o custo do carro?

Se você quer saber se ainda vale a pena ter um carro, o primeiro ponto a considerar é: quanto custa ter um carro? Você sabe fazer esse cálculo? É claro que cada carro tem os seus próprios gastos e despesas, mas vamos fazer o nosso cálculo com base em um carro simples.

Faça um alista com todos os itens que envolvem o veículo:

  • IPVA;
  • Seguro;
  • Combustível;
  • Manutenção;
  •  E troca de pneus.

Importante: Dependendo da região onde você mora, o valor da documentação é maior ou menor do que o de outros estados. Por exemplo, o IPVA Minas Gerais 2020 é bem menor do que o IPVA do estado de São Paulo. Por esse motivo os cálculos variam muito de região para região.

Com essa lista pronta, calcule os valores e com o resultado obtido, analise as suas finanças e se está valendo a pena ter um veículo próprio.

Analise os seus hábitos

Outro ponto importante a ser analisado, são os seus hábitos. Analise no seu dia a dia, o quão importante um carro próprio é na sua vida. Você mora próximo ao trabalho? Leva os filhos para a escola? Essa autoanálise é fundamental para avaliar se é necessário ou não ter um carro.

Não se esqueça que hoje os aplicativos de caronas, como os já mencionados, Uber, 99 POP, ajudam muito nessa economia. Dependendo da distância percorrida, você consegue economizar muito dinheiro.

E é isso o que muitos estão fazendo. Muitos venderam os seus veículos e estão andando apenas com os aplicativos. Além da economia, a despreocupação em encontrar vagas de estacionamento, é um atrativo a mais.

Antes de mais nada, faça uma avaliação. Compare os gastos do seu veículo próprio com os gastos de pagar as corridas no aplicativo. Também analise se você prefere o conforto de ter um carro ou a economia do seu bolso. Tudo isso deve ser levado em conta antes de você decidir vender o seu veículo.

Pense bem antes de seguir para o próximo passo!

Veja como fazer a solicitação do auxílio doença

O auxílio doença é um benefício muito importante que fica disponível para alguns trabalhadores em situações especiais. Mas assim como a maioria dos direitos trabalhistas ainda há muita dúvida em relação a burocracia da solicitação dele. Para entender como funciona e como você pode fazer para solicitar o auxílio doença. Confira a seguir:

O que é o auxílio doença?

Todo trabalhador que exerce suas funções através da carteira de trabalho assinada, fica automaticamente regido pela CLT. Assim, o mesmo passa a ter direito a alguns benefícios importantes.

Os direitos trabalhistas demoraram alguns anos para serem estabelecidos e por isso, utilizá-los quando é possível deve ser sempre levado em consideração.

O auxílio doença é um benefício oferecido para os trabalhadores que ficam incapacitados de exercer o seu cargo temporariamente. Dessa forma, o funcionário fica afastado do cargo recebendo um auxílio financeiro durante o período determinado.

Como solicitar?

O auxilio doença é um dos benefícios assegurados pelo INSS, e por isso, o contribuinte deve realizar o agendamento INSS para poder requirir o seu direito.

Esse agendamento deve ser feito na plataforma digital do INSS. Assim, os beneficiados podem ser tendidos de maneira eficaz e sem longas filas. No site, clique na opção “agendar” e preencha o protocolo de requirimento do benefício.

Quando realizar o seu agendamento pela internet, deve estar atento a data de comparecimento. É importante lembrar de estar com toda a sua documentação, pois do contrário não poderá ser atendido.

Após esse momento, será realizada a perícia do INSS. Essa é a única forma de comprovar a incapacidade de atuar em seu cargo. Se a perícia médica aprovar a sua solicitação, você passará a receber o auxílio doença durante os dias que forem determinados no momento de avaliação.

Quem tem direito?

Nem sempre a solicitação do auxílio doença é aprovada, isso porque o beneficiado precisa estar de acordo com o regulamento da Previdência Social.

Os funcionários que trabalham através da CLT que estiverem afastados do por motivo de doença ou acidente durante, no mínimo, 15 dias consecutivos podem ter direito ao valor referido.

Outra categoria de trabalhadores que também podem fazer a solicitação estando na mesma situação citada acima, é o Microempreendedor Individual (MEI).

Em ambos os casos, será necessário agendar o atendimento em uma agência do INSS e só após a avaliação, o contribuinte saberá se tem direito ao suporte financeiro proporcionado pelo auxílio doença. Entenda mais a seguir:

FONTE: https://tabelainss2020.com.br/meu-inss-2020/

5 argumentos pra te convencer a criar uma previdência privada

A aposentadoria é a única garantia de que você terá uma melhor idade tranquila e estável, por isso, é bom ir se planejando de agora. Você deve saber que existe a contribuição para previdência pública, no caso, destinado aqueles que participam da arrecadação do INSS. Pois bem, a previdência privada será outra maneira de você conquistar esse recurso, sem ligação com a instituição pública.

Se você ainda não entende como funciona a previdência privada e está em dúvida se deve ou não optar por ela, veja a seguir 5 argumentos plausíveis que podem te ajudar a decidir:

1. Existem vários tipos de previdência privada e algum vai servir para você

Um bom motivo para escolher a previdência privada como recurso de aposentadoria, são as diversas categorias de contribuição disponíveis. São eles:

  • Plano Gerador de Benefício Livre, que pode ser abatido do imposto de renda;
  • Vida Gerador de Benefício Livre, que não pode ser abatido do imposto de renda.

2. Você pode escolher com quanto pode contribuir

O grande diferencial da previdência privada é a possibilidade de escolher a quantia de contribuição para a aposentadoria. Enquanto a previdência pública estabelece os valores, com essa opção você pode determinar a contribuição mais acessível para você. Mas vale lembrar que o benefício a ser recebido futuramente, será equivalente ao cumprimento das parcelas que você realizou.

3. Você pode escolher quando vai contribuir

Outro ponto interessante sobre essa opção, é a possibilidade de determinar quando você irá contribuir. Diferente do plano público, com o privado você pode efetuar o pagamento de R$100 em um mês e no outro não. Assim, você não fica com um compromisso pesado e pode participar junto a previdência da forma que for mais viável para você.

4. Se quiser desistir do plano, você pode resgatar o seu investimento

Quando contribuiu junto ao INSS e deixa de trabalhar, por exemplo, as suas contribuições ficam salvas e podem ser retomados quando você voltar a ter a carteira assinada. Você só irá receber a aposentadoria quando cumprir todas as parcelas necessárias, mas com a previdência privada você pode receber caso venha a desistir do seu plano.

5. O tempo de recebimento é você quem decide

Para este recurso, irão existir duas opções de recebimento do benefício. A primeira opção é solicitar a sua aposentadoria por um determinado tempo, escolhido por você. Enquanto a segunda opção é a forma tradicional, em que você recebe as parcelas do benefício de maneira vitalícia.

Ter um plano de saúde ou investir o dinheiro?

Com tantos gastos mensais, valores indispensáveis e o alto preço nos mercados, é normal que o brasileiro precise se questionar quanto algumas despesas. Afinal, nós queremos saber de que forma estamos gastando o nosso tão suado dinheiro, não e mesmo?

Uma grande dúvida que já pode ter passado pela sua cabeça é em relação a contratação dos planos de saúde. Será que vale mesmo a pena ou melhor investir o seu dinheiro?

Prós do plano de saúde

Segurança

É normal ficar em dúvida nessa situação, mas vamos pontuar algumas coisas para você saber o que fazer o seu dinheiro. A primeira pauta será a segurança. Contar com o plano de saúde é estar assegurado de diversos formas deixar os seus familiares protegidos por um atendimento confiável.

Emergência

Também vale lembrar que quem tem plano de saúde pode fazendo uso da emergência dos hospitais vinculados. Geralmente, essas unidades estão espalhadas por ai e podem proporcionar atendimento rápido para você e para sua família.

Imprevisto

Quebrou a perna? Teve uma crise de asma? Passou por uma crise de enxaqueca? Todas essas coisas podem acontecer e se você não estiver assegurado por um plano, o atendimento pode acabar saindo muito caro para o seu bolso!

Exames de rotina

Um outro ponto muito positivo de quem tem plano é o fácil acesso a diversos exames que o contrato cobre sem custos adicionais. Fora do plano, esses exames tem um precinho bem alto!

Contras do plano de saúde

Qualidade duvidosa

Em contra partida, temos alguns motivos que podem levar você a reconsiderar a contratação do plano de saúde. Um bom exemplo é a qualidade duvidosa. Novos planos surgem todo dia, mas co mau funcionamento acabam indo a falência e deixando você desprotegido. É essencial procurar um plano seguro.

Preços

Alguns planos estão cobrando muito caro para assegurar o cliente e por isso, as pessoas preferem investir o dinheiro caso precisem de atendimento médico algum dia.

Divida mensal

Além disso, é importante ressaltar que o plano vai passar a ser uma divida mensal sua, você esteja usando os serviços contratados ou não.

Oscilação o valor

Você sabia que ás vezes o preço de contratação do seu serviço médico pode oscilar? Isso quer dizer que com o tempo o preço do plano pode subir e quem não puder acompanhar o valor, vai acabar ficando sem acesso ao atendimento médico.